Sinait ajuíza ação coletiva contra reajuste abusivo de plano de saúde

O sindicato ingressou com ação coletiva contra os reajustes abusivos do plano de saúde coletivo de seus servidores, operados pela Resolução GEAP/CONAD nº 99/2015, do Conselho de Administração da GEAP, pleiteando a anulação desse normativo e de quaisquer outros que não observem os limites autorizados pela ANS para os planos individuais.

A entidade requereu à Justiça a determinação de que não seja efetuado nenhum reajuste sem a apresentação detalhada das justificativas que autorizariam o aumento de percentuais, bem como que qualquer reajuste não adote índices superiores àqueles limitados pela ANS para os planos de saúde individuais, atualmente fixado em 13,57%.

Segundo o advogado Jean P. Ruzzarin (Cassel Ruzzarin Santos Rodrigues Advogados), a resolução combatida “operacionalizou reajustes nos planos de saúde contratados pelos substituídos em percentuais abusivos e excessivamente elevados, fazendo com que a sinistralidade chegasse a um ponto que viola o inciso V do artigo 6º do Código de Defesa do Consumidor, pois estabelece prestações desproporcionais aos beneficiários”.

O processo foi distribuído a 21ª Vara Federal de Brasília e recebeu o nº 0705295-12.2017.8.07.0001

Fonte: Cassel Ruzzarin Santos Rodrigues Advogados.