Empreguismo no Ministério Público de Minas é rejeitado pela população

População usa site da Assembleia para se manifestar contra a proposta que permite ao Ministério Público contratar sem concurso. Apesar disso, comissão aprova texto, que agora vai a plenário O projeto de lei de autoria do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) que extingue cargos efetivos para criar outros sem concurso é reprovado por 92,3%

Dúvidas frequentes sobre a PEC 287

Diante das alterações que propostas pela atual Reforma da Previdência, muitos servidores têm questionado sobre as regras atuais previdenciárias. Confira abaixo, um conjunto de perguntas e respostas para resgatar o entendimento sobre o tema.  Quem ainda tem direito à aposentadoria com paridade e integralidade sem média remuneratória? Basicamente, quem preencheu os requisitos para essa modalidade

O muito que o sindicato pode fazer pelo trabalhador

Sindicalização possibilita ampla cobertura assistencial A vocação constitucional de todo sindicato de empregados é representar direito ou interesse dos trabalhadores em qualquer âmbito e sobre qualquer matéria relacionada às relações de trabalho. Comumente, essa função de representação é associada às ações judiciais coletivas e negociações diretas com os empregadores, nas quais os trabalhadores sequer precisam

Professor substituto e contratação temporária

É compatível com a Constituição Federal a previsão legal que exija o transcurso de 24 (vinte e quatro) meses, contados do término do contrato, antes de nova admissão de professor temporário anteriormente contratado. Com base nesse entendimento, o Plenário do Supremo Tribunal Federal, ao apreciar o Tema 403da repercussão geral, por unanimidade, deu provimento a

Mesmo com fonte de renda, filha de servidor mantém pensão por morte

Mesmo que tenha outra fonte de renda, uma mulher que começou a receber pensão por morte de servidor do governo federal antes de 1990 tem o direito de manter o benefício. Isso porque, até então, a lei não condicionava o recebimento da pensão à comprovação de dependência financeiro. Esse foi o entendimento do ministro Edson Fachin,

Reforma da Previdência leva a confisco tributário e remuneratório de servidores

A proposta de Emenda Constitucional nº 287, protocolada em 5 de dezembro de 2016, pretende realizar a modificação mais radical até aqui idealizada A atual Constituição do Brasil foi promulgada em 1988. De lá para cá, o Regime Próprio de Previdência do Servidor Público (RPPS) – previsto em seu artigo 40 – foi modificado seis

Após negativa da administração, servidora obtém judicialmente a remoção por motivo de saúde

É dever da administração conceder a remoção por motivo de saúde a servidor público que demonstre a necessidade na remoção, pois não se trata mais de ato discricionário da Administração Pública, mas de direito do servidor. Uma servidora federal teve sua saúde acometida e após recomendação de seu médico particular solicitou a remoção, por motivo

Direito à aposentadoria especial de servidor público com deficiência e parâmetro legislativo

O Plenário retomou julgamento de agravo regimental em agravo regimental em mandado de injunção em que se discute qual parâmetro legislativo deve ser aplicado para regulamentar o direito à aposentadoria especial de servidor público com deficiência. No caso, o mandado de injunção foi impetrado haja vista a ausência de norma específica para o gozo do

Lei de Responsabilidade Fiscal não autoriza administração a deixar de pagar salário

No atual contexto brasileiro, de crise política, institucional, orçamentária e de ameaças a direitos trabalhistas e previdenciários, ganha relevância a discussão acerca das medidas de contenção e economia autorizadas pela Constituição Federal e pela Lei Complementar nº 101/2000 (Lei de Responsabilidade Fiscal) no que se refere aos servidores públicos. Deve-se ressaltar que o não pagamento

Servidor que acumula cargos públicos pode receber acima do teto, define STF

Em respeito à “valorização do valor do trabalho” e ao princípio da igualdade, o Plenário do Supremo Tribunal Federal reconheceu que servidores com mais de um cargo público podem receber acima do teto remuneratório constitucional (R$ 33,7 mil), pois a regra deve ser aplicada isoladamente para cada cargo, e não pela soma total. A corte